• Monica

O olfato das serpentes

Conheça como as serpentes sentem cheiro


O sentido do olfato nas serpentes funciona de forma muito distinta de como funciona nos seres humanos. Nós inspiramos o oxigênio pelo nariz e, através dele, sentimos diversos tipos de cheiros. Nas serpentes, o olfato se dá de duas partes diferentes. Certamente você já deve ter reparado que estes animais frequentemente colocam a língua para fora, isso acontece pois ela é utilizada para capturar as moléculas de cheiro que existem no ar. Após coletar tais moléculas, as serpentes esfregam a língua no órgão de Jacobson (que é responsável por detectar compostos químicos e feromônios). Este órgão localiza-se no céu da boca do animal, onde existe os receptores de cheiro que transportam as informações para o cérebro e, dessa forma, elas se situam no ambiente, podem identificar predadores e possíveis presas.

O olfato é bastante apurado e a ponta da língua é bifurcada, esta forma anatômica permite as serpentes distingam a direção em que o cheiro está mais forte e possibilitando assim localizar o alimento.

É importante salientar que as cobras também possuem narinas, mas são utilizadas somente para respiração. Apesar de muitas pessoas acreditarem que as serpente picam pela língua, esse é um mito bastante popular em todo o Brasil. Elas possuem diferentes tipos de dentição e suas presas ficam retraídas quando o animal está com a boca fechada. Os distintos tipos de presas possibilitam a identificação das espécies peçonhentas das não-peçonhentas.



Biólogo Daniel Hiroschi Takarada.

19 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now