• Monica

Tecnologia Inovadora para Estudar Cetáceos

O uso de VANTs.

Na Nova Zelândia, o golfinho-nariz-de-garrafa (Tursiops truncatus) está classificado como “nacionalmente ameaçado”, pois estima-se que existam menos de 1.000 adultos na população desta espécie no país.

Sabe-se que estudos que examinam os padrões de distribuição e comportamento de cetáceo

s são necessários para entender como estes animais usam seu ambiente, porém, as observações comportamentais são bastante desafiadoras de se estudar, pois a maioria das atividades realizadas ocorrem debaixo d´água. Estes comportamentos ficam, assim, fora da vista de observadores baseados em barcos.

Já os veículos aéreos não tripulados de decolagem e pouso vertical (conhecidos como VTOL) representam uma ferramenta de pesquisa inovadora e econômica para investigar o comportamento dos cetáceos. Se compararmos estes equipamentos aéreos com as aeronaves convencionais (helicópteros e aviões de pequeno porte), veremos que estes últimos são muito mais caros e limitados quanto a altitude em que podem voar, além disso são potencialmente perturbadores da vida selvagem devido ao forte ruído de emitem quando em movimento.

As observações aéreas realizadas com os VANTs permitem avaliar o comportamento dos cetáceos de uma perspectiva vantajosa por vários motivos. Um deles é o fato de capturar imagens de alta resolução, cobrindo uma ampla área espacial e temporal, além de proporcionar a oportunidade de coletar dados precisos sobre o tamanho dos grupos, a classe de idade e possibilitar o registro comportamental dos animais sem causar distúrbios acústicos.

Durante a pesquisa realizada em seu mestrado, Ticiana observou que as imagens capturadas pelos  VANTs que sobrevoaram em baixas altitudes sobre os golfinhos puderam ser perfeitamente utilizadas ​​para analisar os comportamentos dos animais. Em voos de curta duração e alcance, a ferramenta representou uma excelente técnica não invasiva para alturas de cerca de 25m.

As pesquisas feitas com o uso de VANTs também podem minimizar ruídos e merecem destaque porque necessitam de verbas menores para acontecer, tornando-se capazes de fornecer dados consideravelmente robustos.

A pesquisadora visa que seu  trabalho sirva de linha de base para pesquisar golfinhos e seus comportamentos. Ela espera que os resultados contribuam para o desenvolvimento de diretrizes operacionais de VANTs em torno de cetáceos em águas neozelandezas e que seus esforços sirvam para inspirar outros pesquisadores a desenvolver métodos que auxiliem na conservação destes animais.


Ticiana Fettermann,

Bióloga e Mestre na Auckland University of Technology (AUT) - NZ.





0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now